PREFEITURA DE ITACARAMBI NA LUTA CONTRA A HANSENÍASE

                                          stande montado na Ceasa
Repórter Vailton Ferreira
A Secretaria Municipal de Saúde de Itacarambi em conjunto com o Setor de Vigilância em Saúde montou um stand em frente a Ceasa nesse domingo(26) onde comemora-se o Dia Mundial de Luta contra a Hanseníase. A barraca ficou o dia inteiro, onde as agentes de saúde instruíam as pessoas sobre as questões da doença. O trabalho de instrução ficou sobre a coordenação  de Elzira Costa, juntamente com as agentes de saúde, Roneiva Dias, Regiane Evangelista e Daniele Dias. Todas distribuíram panfletos para os transeuntes que vinham para a feira.
Varias pessoas ficaram alegre pelo trabalho prestado pelas servidora. A dona-de-casa,  Lurde Gonçalves, falou que ficou contente pela instrução recebida das agentes, e desconhecia os sintomas dessa doença.
                                          Coordenadora Elzira Costa
O que é Hanseníase ?
A hanseníase, conhecida oficialmente por este nome desde 1976, é uma das doenças mais antigas na história da medicina. É causada pelo bacilo de Hansen, o Mycobacterium leprae: um parasita queataca a pele e nervos periféricos, mas pode afetar outros órgãos como o fígado, os testículos e os olhos. Não é, portanto, hereditária.
Com 
período de incubação que varia entre três e cinco anos, sua primeira manifestação consiste no aparecimento de manchas dormentes, de cor avermelhada ou esbranquiçada, em qualquer região do corpo. Placas, caroços, inchaço, fraqueza muscular e dor nas articulações podem ser outros sintomas.
Com o avanço da doença, o número de manchas ou o tamanho das já existentes aumenta e os nervos ficam comprometidos, podendo causar deformações em regiões, como nariz e dedos, e impedir determinados movimentos, como abrir e fechar as mãos. Além disso, pode permitir que determinados acidentes ocorram em razão da falta de sensibilidade nessas regiões.
O diagnóstico consiste, principalmente, na avaliação clínica: aplicação de testes de sensibilidade, força motora e palpação dos nervos dos braços, pernas e olhos. Exames laboratoriais, como biópsia, podem ser necessários. O tratamento e distribuição de remédios são gratuitos e, ao contrário do que muitas pessoas podem pensar, em face do estigma que esta doença tem, não é necessário o isolamento do paciente. Aliás, a presença de amigos e familiares é fundamental para sua cura.
Durante este tempo, o hanseniano pode desenvolver suas atividades normais, sem restrições. Entretanto, reações adversas ao medicamento podem ocorrer e, nestes casos, é necessário buscar auxílio médico.
                                          servidoras:Roneiva, Daniele e Regiane

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Berg Lima, ex-cantor da Banda Calcinha Preta, esteve nesta terça-feira(27), em Itacarambi pela segunda vez na IMPD.

Acidente envolvendo quatro veículos deixa dois mortos na BR-135