Codevasf investe mais de R$ 190 milhões no Norte de Minas em 2019

Um balanço realizado pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) aponta que a empresa aplicou quase 100% dos recursos previstos para Minas Gerais em 2019. Foram mais de R$ 190 milhões investidos em recuperação de áreas degradadas, acesso à água, inclusão produtiva, saneamento básico e irrigação. O destaque foi a obra de implantação do Projeto Hidroagrícola Jequitaí, com investimentos de R$ 73,8 milhões e perspectiva de geração de aproximadamente 100 mil empregos diretos e indiretos em 16 municípios no Norte de Minas. 
Dos R$ 73,8 milhões aplicados pela empresa nas obras de implantação do Projeto Jequitaí, R$ 50 milhões foram oriundos de crédito suplementar, a partir da aprovação da lei 13.955/19, que destinou os recursos orçamentários à Codevasf. Esses valores foram repassados à Secretaria de Agricultura e Abastecimento e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Seapa/MG) como parte de uma parceria entre a Codevasf e o governo estadual. Os outros R$ 23,8 milhões foram recursos do Orçamento Geral da União, destinados à Companhia por meio de emendas parlamentares individuais e da bancada de Minas Gerais. 
De acordo com o plano de trabalho da Codevasf, com esses investimentos será possível continuar as ações ambientais e retomar a regularização fundiária para a conclusão da construção da primeira barragem do projeto. 
Quando estiver concluído e em operação, o Projeto Jequitaí deverá irrigar uma área de cerca de 35 mil hectares, promovendo o abastecimento, a regularização da vazão do rio Jequitaí e a geração de cerca de 100 mil empregos diretos e indiretos na região.

Estruturação de comunidades

A estruturação socioeconômica de 125 pequenas comunidades rurais também foi destaque nas ações da Codevasf no Norte de Minas. No total, foram investidos R$ 58 milhões provenientes de emendas parlamentares e Termos de Execução Descentralizada.
Os recursos foram aplicados em ações de perfuração e instalação de poços tubulares; implantação de sistemas simplificados de abastecimento de água; e fornecimento de tratores agrícolas com implementos, caminhões, pás carregadeiras, retroescavadeiras, tanques de resfriamento de leite e outros equipamentos para pequenas comunidades rurais que tem a agricultura como fonte de renda.
Os investimentos da Companhia em Minas Gerais também permitiram a construção de pontes, a pavimentação de vias públicas e o apoio na implementação e fortalecimento das ações dos Arranjos Produtivos Locais (APLs) nos segmentos da apicultura, piscicultura, corte e costura e outras ações que visam conter o êxodo rural, criando oportunidade de trabalho e renda para a população.

Revitalização e irrigação

Para execução de obras e outras ações de revitalização do rio São Francisco em território mineiro, a Codevasf investiu R$ 47,8 milhões. Em 2019 foi empenhado o valor total de R$ 17,8 milhões, destinados à implantação de sistemas de esgotamento sanitário nos municípios de Buritizeiro, Matias Cardoso e Capitólio. Outros R$ 2,5 milhões foram aplicados na recuperação de áreas degradadas de 29 municípios com a construção de 470 quilômetros de terraços; na implantação de 7.489 bacias de captação; no cercamento de 66,7 quilômetros para proteção de 54 nascentes, matas de topo e ciliares; além da revitalização de 37 quilômetros de estradas vicinais.
Já para a execução das obras que permitirão a transformação de parte do sistema de condução de água de canais abertos para o sistema de tubulação no Projeto Público de Irrigação Gorutuba, no município de Nova Porteirinha (MG), a Codevasf investiu R$ 9,2 milhões. Quando concluídas, as ações permitirão uma economia no uso da água com a redução de 40% na quantidade usada.
Ainda no município de Nova Porteirinha, o Centro Integrado de Recursos Pesqueiros e Aquicultura do Gorutuba recebeu recursos de R$ R$ 1,73 milhão para execução de reforma das instalações de alvenaria, tanques de criação de peixes e laboratórios.
O Projeto Público de Irrigação Jaíba, no município mineiro de mesmo nome, também recebeu investimentos em torno de R$ 3 milhões. Os recursos foram aplicados na execução de obras de desassoreamento dos 1,2 mil metros do canal de chamada que liga a Estação de Bombeamento do projeto de irrigação ao rio São Francisco.
O superintendente da Codevasf em Minas Gerais, Marco Câmara, afirma que a empresa vem cumprindo seu papel de órgão estruturador do desenvolvimento socioeconômico regional, conforme o volume de investimentos realizado em 2019. O dirigente disse ainda que para este ano já conta inicialmente com mais de R$ 32 milhões do Orçamento Geral da União, destinado à Companhia por meio de emendas parlamentares individuais, inclusive com a previsão de ultrapassar o volume de investimentos do ano anterior. 
“Com esse trabalho, a Codevasf conseguiu executar ações, projetos e programas especiais que visam ao desenvolvimento sustentável e com forte cunho social, principalmente no apoio ao produtor familiar que convive com os efeitos das longas estiagens que assolam o Vale do rio São Francisco em Minas Gerais”, pontuou Marco Câmara.

Assessoria de Comunicação e Promoção Institucional da Codevasf

Comentários