PM de folga é preso após dar tiros durante ato de campanha do PT em Montes Claros

 

O soldado da Polícia Militar (PM) Dhiego Souto de Jesus, de 30 anos, foi preso após atirar durante ato de campanha do PT em Montes Claros, na Região Norte de Minas Gerais, na noite deste domingo (25). O militar estava de folga. O evento era do deputado federal e candidato à reeleição Paulo José Carlos Guedes, de 51.

De acordo com o boletim de ocorrência (BO) da PM, o parlamentar contou que Dhiego estava em um Voyage de cor branca e que disparou tiros durante a carreata política que ocorria no momento. Alguns apoiadores abordaram o soldado e todos os envolvidos foram levados para a delegacia.

Ainda segundo relatado no BO, Dhiego disse que, quando passou pela carreata, não sabendo identificar de qual partido, acompanhado de uma amiga no veículo sentada no banco de trás, ela teria gritado "Bolsonaro", momento que três pessoas de motocicleta fecharam o carro em que estava o militar.

Neste momento, Dhiego disse que se assustou e, com medo de estarem armados porque colocaram a mão na cintura, ele atirou para cima e saiu do local, mas foi seguido e abordado novamente no bairro Jardim São Luiz.

No BO, o soldado afirmou ainda que o disparo não foi em direção à carreata e nem contra os participantes.

A pistola Taurus e um carregador foram apreendidos.

por G1 Grande Minas

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dois homicídios na mesma noite agita a cidade de Itacarambi-MG.