Pular para o conteúdo principal

Veículos do Governo do Estado para combate à dengue são encontrados abandonados em Montes Claros

Veículos para combate à dengue (Foto: Sóter Magno/Arquivo pessoal)
Dezenas de carros plotados com símbolos de combate à dengue, pertencentes ao Governo de Minas Gerais, estão abandonados em uma garagem do Centro de Controle de Zoonoses em Montes Claros. Os veículos, com bombas e equipamentos que fazem o “fumacê”, de combate o Aedes aegypti, estão em mau estado, empoeirados e sem condições de uso.
A situação foi denunciada por um vereador e ambientalista da cidade, Sóter Magno (PP). Segundo o parlamentar, pelo menos 16 carros estão parados no local, sem nenhuma utilidade. “Os veículos estão todos praticamente abandonados. Inclusive, os carros de ‘fumacê’ com as bombas em cima paradas. A indignação é que os carros poderiam estar trabalhando de forma preventiva, ou pelo menos entrar em um leilão, para que o dinheiro fosse revertido em algo a favor da população”, afirma.
Sóter integra uma comissão criada pela Câmara de Montes Claros para discussões e ações no combate ao Aedes aegypti. Ele afirma que os carros abandonados poderiam atuar de forma a prevenir a dengue o ano todo, não apenas em meses de alta incidência das doenças relacionadas ao mosquito. A prática faria toda a diferença, segundo o parlamentar.
“Estes carros em desuso poderiam atuar de forma que efetivamente faria toda diferença na incidência de dengue na região. Nós, da comissão, acreditamos que é a prevenção feita durante todo ano, não apenas nos meses de pico, que seria solução para o problema”, comenta o vereador.
Espaço cedido
O Centro de Controle de Zoonoses de Montes Claros cedeu o espaço para que a Superintendência Regional de Saúde guardasse os carros e formasse uma Central de Combate ao Aedes aegypti há pelo menos 15 anos, conforme explica o coordenador do CCZ, Flamarion Cardoso.
“A intenção é que o estado transformasse o espaço em um Centro de Controle da Dengue. O município não tem nenhuma relação com esses carros; é de total responsabilidade do Governo do Estado”, garante o coordenador. ezenas de carros plotados com símbolos de combate à dengue, pertencentes ao Governo de Minas Gerais, estão abandonados em uma garagem do Centro de Controle de Zoonoses em Montes Claros. Os veículos, com bombas e equipamentos que fazem o “fumacê”, de combate o Aedes aegypti, estão em mau estado, empoeirados e sem condições de uso.
A situação foi denunciada por um vereador e ambientalista da cidade, Sóter Magno (PP). Segundo o parlamentar, pelo menos 16 carros estão parados no local, sem nenhuma utilidade. “Os veículos estão todos praticamente abandonados. Inclusive, os carros de ‘fumacê’ com as bombas em cima paradas. A indignação é que os carros poderiam estar trabalhando de forma preventiva, ou pelo menos entrar em um leilão, para que o dinheiro fosse revertido em algo a favor da população”, afirma.
Sóter integra uma comissão criada pela Câmara de Montes Claros para discussões e ações no combate ao Aedes aegypti. Ele afirma que os carros abandonados poderiam atuar de forma a prevenir a dengue o ano todo, não apenas em meses de alta incidência das doenças relacionadas ao mosquito. A prática faria toda a diferença, segundo o parlamentar.
“Estes carros em desuso poderiam atuar de forma que efetivamente faria toda diferença na incidência de dengue na região. Nós, da comissão, acreditamos que é a prevenção feita durante todo ano, não apenas nos meses de pico, que seria solução para o problema”, comenta o vereador.
Espaço cedido
O Centro de Controle de Zoonoses de Montes Claros cedeu o espaço para que a Superintendência Regional de Saúde guardasse os carros e formasse uma Central de Combate ao Aedes aegypti há pelo menos 15 anos, conforme explica o coordenador do CCZ, Flamarion Cardoso.
“A intenção é que o estado transformasse o espaço em um Centro de Controle da Dengue. O município não tem nenhuma relação com esses carros; é de total responsabilidade do Governo do Estado”, garante o coordenador.
A aposentada Eneide Nóbrega, moradora do Bairro João Botelho, em Montes Claros, diz que, se não fosse a raquete que mata mosquitos, ela e a família passariam maus bocados. “Todo dia ao entardecer, a gente sofre com a quantidade absurda de mosquitos que entram em casa. Não sabemos se é por conta dos lotes que tem ao redor, mas a raquete é o que tem amenizado o problema”, conta.
Eneide afirma que o receio que tem é porque sabe que muitas doenças estão relacionadas aos mosquitos, e não saber diferenciá-los é um problema. “Eu não sei o que é muriçoca, ou o que é o próprio Aedes aegypti. O medo é esse”, diz.

Para ela, ainda que o Governo do Estado diga que não é necessário, os carros de combate a dengue fazem falta. “O fumacê faz muita falta para a gente sim! Quando a prefeitura usava, eu me lembro de que pelo menos nos 10 dias seguintes tínhamos um pouco de sossego em relação a esses bichinhos. Com certeza, se os carros estivessem em circulação, a situação estaria melhor”, conclui.(g1 grande minas)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ACIDENTE NA BR 135 NA COMUNIDADE DO FABIÃO2 EM ITACARAMBI DEIXA CASAL FERIDOS.

fotos whatsap Um acidente de carro envolvendo um veículo   de passeio e um caminhão aconteceu agora a tarde na BR 135 entre a comunidade do Fabião 2 e Itacarambi. No acidente ficou ferido um casal. O motorista do carro, foi removido num helicóptero para Hospital de Montes Claros. A moça ficou ferida mas não corre risco de morte. Aguardem outras informações. Por JPI

Pesquisadores tentam identificar animal encontrado morto em praia da Espanha

Especialistas da fauna marina estão trabalhando para identificar a carcaça de um animal encontrado em agosto, em uma praia de Almería, na Espanha. A criatura tem chifres e mede entre quatro e cinco metros de comprimento. De acordo com autoridades locais, o animal estava em estado de decomposição avançado, o que vem dificultando a identificação. As informações sobre a criatura foram compartilhadas com vários especialistas para tentar fazer a identificação.(r7)

Menores são detidos com moto roubada em Itacarambi; vítima foi encontrada ferida no sofá de casa

  Dois adolescentes, de 13 e 14 anos, foram apreendidos por ato infracional análogo ao crime de roubo em Itacarambi (MG) nesta quinta-feira (5). Segundo a Polícia Militar, a vítima do roubo é um homem, que foi encontrado dentro de casa com ferimentos graves, deitado no sofá. A PM foi chamada por guardas noturnos que suspeitaram dos menores ao se depararem com uma moto abandonada perto de onde eles estavam. Ao serem questionados, os jovens disseram que estavam fugindo de uma pessoa que teria abandonado o veículo após persegui-los. Os policiais fizeram a consulta da placa e descobriram que a moto não tinha queixa de roubo/furto e pertencia a um morador do Centro. Os adolescentes confirmaram que pegaram o veículo e disseram ainda que estavam na casa do homem e o agrediram com tijoladas na cabeça porque ele teria tentado abusar sexualmente deles. O celular da vítima também estava com eles. Em seguida, os militares foram até a residência do homem, onde o encontraram ferido no sofá. Al