AMAMS e SUDENE irão promover Seminário para o desenvolvimento da área mineira da SUDENE


A Sudene marcou para os dias 5, 6 e 7 de dezembro um seminário sobre o desenvolvimento do Norte de Minas, onde ocorrerá a premiação dos municípios com os melhores indicadores econômicos e sociais, assim como fará a capacitação dos técnicos para elaboração de projetos e ainda da gestão financeira. A medida foi anunciada na tarde dessa quarta-feira (31/10) pelo diretor de Planejamento e Articulação Política da Sudene, Antônio Silva Magalhães e o coordenador geral de Planejamento e Articulação Política, Paulo Guedes, durante reunião na Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene - AMAMS. O futuro ministro da Fazenda, Paulo Guedes será convidado para o evento.
Durante a reunião, o diretor de Planejamento e Articulação Política da Sudene, Antônio Silva Magalhães e o coordenador geral de Planejamento e Articulação Politica, Paulo Guedes anunciaram o Plano de Desenvolvimento que será realizado em Montes Claros envolvendo os municípios do entorno. Ele lembrou que os recursos foram repassados ao Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD e por isso, está assegurada a execução do Plano. A Sudene quer capacitar os municípios na elaboração de projetos, visando captar mais recursos provenientes do Governo Federal. O diretor lembra que foram liberadas emendas federais para a área da Sudene, mas cinco municípios perderam os recursos, por falta de projetos.
Ronaldo Mota, membro do Conselho Deliberativo da Sudene, explica que a AMAMS está articulando um trabalho para apresentar o governador eleito Romeu Zema à Sudene, pois a área mineira da Sudene não pode continuar sofrendo com a omissão do Estado em relação a autarquia, responsável pelo fomento do desenvolvimento. Nesse sentido, será realizada uma reunião da diretoria da AMAMS com o governador eleito, para fazer essa aproximação. Ronaldo Mota Dias lembrou que o Espirito Santo, com menos tempo de Sudene, conseguiu mais benefícios do que toda a área mineira da Sudene.         
O diretor Antônio Silva Magalhães  explicou que em 2015 a Sudene não tinha nenhum convênio disponível, enquanto esse ano já são 98 municípios. Lembrou que ainda esse ano será realizada a capacitação dos servidores de Minas Gerais, Espirito Santo, Pernambuco e Bahia, sendo que na área mineira da Sudene, essa capacitação ocorrerá em parceria com a AMAMS e de forma contínua, visando melhorar a Eficiência da Gestão. O presidente da AMAMS, Marcelo Felix, prefeito de Januária, colocou a entidade disponível e salientou que essa capacitação dos servidores municipais implica em mais benefícios para a população, pois dessa forma, há a possibilidade de captação de mais recursos. 
 
Montes Claros, 31 de outubro de 2018.
Ascom | AMAMS

Comentários