Ministro da Educação erra duas vezes e escreve 'paralisação' com 'z' em ofício


O ofício enviado por Weintraub alertava que os recursos previstos para sua pasta para o ano que vem não são suficientes para a prestação de serviços públicos e pode levar à interrupção das atividades em universidades públicas, segundo informações do jornal O Estado de São Paulo.  solução de Weintraub, conforme apontou no documento, é um aumento de R$ 9,8 bilhões em verbas de despesas discricionárias - não obrigatórias. Caso o aumento seja concretizado, os recursos previstos para esses gastos chegarão ao patamar de R$ 26 bilhões.
“Com a redução de bolsistas de mestrado e doutorado, há paralização (sic) de pesquisas e risco de evasão de pesquisadores para atuação no exterior, comprometendo o desenvolvimento da ciência e tecnologia no país”, escreve o ministro na página 4 do ofício, datado de 15 de agosto deste ano.
"O referencial monetário apresentado ao MEC impossibilita a destinação de menos da metade do orçamento que as universidades e institutos possuem atualmente. Com isso, haverá a paralização (sic) de cursos, campi e possivelmente instituições inteiras, comprometendo a educação superior e a educação profissional e tecnológica (EPT)", continua Weintraub na página 6.
Ainda no documento, o ministro da Educação citou pautas sensíveis do governo Bolsonaro, como ampliação do número de escolas cívico-militares. Weintraub também manifestou preocupação com o risco de “recepção desfavorável na sociedade em geral e na imprensa” se forem suspensas bolsas de estudo no País e exterior.(YAHOO NOTÍCIAS)


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Governo Federal anuncia que vai asfaltar trecho da BR 135 entre Itacarambi, São João das Missões e Manga

ITACARAMBI: ALUNOS DE ESCOLA ESTADUAL REALIZAM MUTIRÃO DE LIMPEZA NA ORLA DO RIO SÃO FRANCISCO.

Comedouro e bebedouro para cães de rua fazem sucesso em Itacarambi

Homem é morto a tiros enquanto fechava oficina mecânica

Idoso morre afogado no Rio São Francisco