Polícia Civil indicia vereador de Brasília de Minas por falsificação de documento particular e selo público


A Polícia Civil divulgou que indiciou um vereador de Brasília de Minas (MG) por falsificação de documento particular e selo público. Segundo as investigações, o parlamentar falsificou procuração de uma pessoa falecida para conseguir a liberação de um veículo, o que poderia garantir votos a ele.
Ainda de acordo com a Polícia Civil, um dos filhos do dono do automóvel esteve na delegacia para saber o trâmite para a liberação, uma vez que o pai já é falecido. Em seguida, teria pedido a ajuda a Estevão Domingos de Jesus.
As investigações apontam que eles conversaram com o servidor que cuida do Setor de Trânsito e receberam a informação de que a retirada poderia ser feita de duas formas; pelo proprietário ou por terceiros, desde que houvesse uma procuração. Na ocasião, eles teriam dito ao servidor que o dono estava internado em um hospital em Montes Claros (MG).
Pouco tempo depois, uma procuração dando direitos ao vereador para a liberação do carro foi entregue na delegacia. A Polícia Civil explicou que a fraude foi identificada durante o processo de restituição do automóvel.
O que diz o vereador
Estevão Domingos de Jesus disse ao G1 que foi procurado por familiares do dono do carro e agiu com o intuito de ajudar na retirada. Afirmou ainda que não tinha conhecimento de que o documento tinha sido emitido com informações falsas e com um selo que não era verdadeiro.
“Vejo que tudo isso é fruto de informações distorcidas, que tentam abalar a minha imagem e credibilidade”, argumentou.
Indiciamento em outros crimes
A Polícia Civil destacou que o parlamentar ainda tem dois indiciamentos anteriores, por receptação e estelionato.
Em 2017, os policiais encontraram um trator, furtado em João Pinheiro, na fazenda dele. E na outra situação, ele teria feito a venda de um carro sem mencionar que ainda restavam mais de 15 prestações a serem quitadas. A compradora descobriu o débito ao ser parada em uma blitz.
G1 grande minas

Comentários