O ADEUS A FLAVINHO


Era abril de 2014, quando lecionava para os alunos do Ensino Médio da Escola Estadual Professor Josefino Barbosa, me deparei com Flávio Viana, prestando serviço voluntário para a escola, ensinando os alunos do ensino fundamental, a arte da dança da Capoeira. Foi nesse dia que interessei em fazer uma reportagem sobre ele, tão amável pela população itacarambiense e região.

Flavinho, prontamente me atendeu, e conversamos muito sobre o trabalho voluntário que ele prestava no município, ensinando as crianças, durante a conversa, ele FALOU QUE JÁ TINHA CONSEGUIDO TIRAR VÁRIOS ADOLESCENTES DO MUNDO DAS DROGAS E CONTINUAVA PRESTANDO UM TRABALHO VOLUNTÁRIO COM A MAIOR SATISFAÇÃO.

 Flavinho, como era chamado, não media esforços para ajudar as pessoas, praticava solidariedade social por todas as escolas, inclusive na cidade de São João das Missões, onde também era muito conhecido.

Aqui em Itacarambi, ele era ‘’puxador de festa de quadrilha’’, no período de festa junina, e com muito fôlego, Flavinho conseguia terminar a dança com sucesso.

Devido a pandemia, o seu trabalho voluntário reduziu bastante, porque as escolas tiveram que encerrar as aulas presenciais, limitando o que gostava de fazer.

Infelizmente este seu trabalho, foi interrompido na noite de quinta-feira, 05 de novembro, quando foi atacado e ferido na cabeça por dois menores de idade.

Flavinho, infelizmente não resistiu aos ferimentos e faleceu na tarde desta sexta-feira dia 06 de novembro. Sentiremos sua falta!

Por Vailton Ferreira


Comentários