Suspeito de matar jovem em SP é preso num sítio da zona rural de Miravânia(MG); ele estava com a mãe da vítima

 

Um suspeito de matar um rapaz a tiros em Osasco (MG) foi preso em Januária (MG) nesta quarta-feira (4). Segundo as informações da polícia, ele estava morando na zona rural de Mirânia (MG) junto com a mãe da vítima. O homicídio ocorreu em outubro deste ano.

O sargento da Polícia Militar, Paulo Hernan Pinheiro Alves, explica que os militares souberam que o suspeito estava residindo na comunidade de Lagamar.

“Com essas informações, começamos a fazer levantamentos para tentar localizar a residência que ele estaria homiziado na zona rural”, explica o sargento. Quando a equipe chegou, ele tentou fugir.

Ao ser informado da situação e temendo por sua integridade física, já que estava com medo de sofrer represálias por parte de outros moradores da comunidade, o homem se prontificou a ir à delegacia da Polícia Civil em Januária. A mãe da vítima foi junto.

Já em Januária, o suspeito foi ouvido pela delegada Thaís Santos Duarte. Como não havia nenhum mandado de prisão contra ele, foi liberado.

Para a delegada, o homem contou que estava fazendo um lanche com a companheira, quando o ex-marido dela viu os dois juntos e jogou roupas da mulher para fora de casa.

“Ela foi até o local para reunir as roupas e o ex-marido dela saiu da residência e a agrediu. O investigado interveio na briga e uma discussão generalizada se iniciou. Muito nervoso, ele foi até o carro, pegou uma arma, retornou e desferiu três disparos de arma de fogo em direção ao portão. A vítima estava no interior da residência quando foi atingida.”

Ainda durante a oitiva, o homem contou que abriu o portão e viu o rapaz de 22 anos caído no chão. Em seguida, deixou o local.

Já na manhã desta quarta (4), após a liberação do casal, a Polícia Civil recebeu informações de que a Justiça tinha expedido um mandado de prisão contra o suspeito.

“Obtivemos informações de que eles ainda estavam em Januária e iniciamos as buscas pela cidade para tentar localizá-lo. Fomos a um hotel, onde a recepcionista nos informou que ele já havia saído. Nós o localizamos em um restaurante ao lado da rodoviária.”

Thaís Santos Duarte explica que o homem foi levado para o presídio de Bocaiuva, que está recebendo novos presos durante a pandemia. Em seguida, ele deve ser encaminhado para SP. A mulher retornou para Miravânia.

Por G1 grande minas

Comentários