DRA. NÍVEA DIPLOMADA

fotos do facebook

Ligado .

Justiça Eleitoral suspende decisão de primeira instância e determina diplomação da prefeita e vice eleitos em Itacarambi 

Reviravolta na novela da judicialização das eleições municipais em Itacarambi, no extremo Norte de Minas. O juiz federal Itelmar Raydan Evangelista, do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais, acatou mandado de segurança para sustar a suspensão da diplomação da prefeita eleita daquele município, Nívea Maria de Oliveira, a Dra. Nívea, e do seu vice, Sérgio Veloso da Fonseca, o Serginho, ambos do PP.

Em despacho no início da noite da quinta-feira (17), o juiz Itelmar Raydan invalidou a tutela provisória concedida pelo juiz eleitoral Daniel Henrique Souto Costa, da Comarca de Januária, em resposta à ação de investigação judicial eleitoral (Aije) de autoria do Ministério Público Eleitoral local, em que se aponta abuso do poder político por parte da então candidata e prefeita Nívea Oliveira.

O MP entrou com denúncia de mais de 400 páginas com indícios do que seriam ameaças e coação de funcionários, inclusive com a demissão de um comissionado que se negou a fazer declaração pública sobre a adesão à sua campanha. 

VEREDICTO DAS URNAS

O juiz acatou, após análise sumária, a tese da defesa da prefeita de Itacarambi de que a jurisprudência eleitoral veda a “antecipação do resultado prático do feito, com a negação imediata do diploma do candidato, antes mesmo da instrução processual”. 

No seu despacho, o juiz-relator entendeu que seu colega de primeira instância teria realizado “verdadeira incursão na apreciação das provas que acompanharam a petição inicial, antecipando juízo de mérito da ação de investigação judicial eleitoral, sem que se fosse oportunizado o exercício do contraditório e da ampla defesa pelos impetrantes, na condição de investigados”.

Para Itelmar Raydan, a alteração do resultado das urnas é medida excepcional, justamente por se entender de elevado valor a preservação da soberania popular exercida pelo sufrágio universal. “Assim, se a sentença de mérito em Aije [ação de investigação judicial eleitoral] encontra-se sujeita a recurso eleitoral com efeito suspensivo, muito menos crível se imaginar que se possa, por meio de concessão de tutela provisória de urgência, violar o veredicto das urnas”, registrou. 

JUDICIALIZAÇÃO

A decisão do juiz Itelmar Evangelista, que não aborda o mérito da causa, determina ainda que a diplomação da prefeita Nívea e do vice Serginho deva acontecer ainda nesta sexta-feira. O site apurou que a Justiça Eleitoral em Januária agendou para daqui a pouco, às 13:00, a cemirônia por vídeoconferência para a diplomação da prefeita Nívea e o vice Serginho. 

A prefeita Nivea conseguiu reverter rapidamente o revés que o Ministério Público colocou no seu caminho e vai assumir o cargo em segundo mandato no próximo dia 1º de Janeiro, mas a judicialização das eleições em Itacarambi não deve parar com a diplomação e consequente posse dos eleitos na eleição de 15 de novembro. 

Falta julgar o mérito da Aije, quando será possível saber se houve crime eleitoral ou não na sua conduta. Além disso, a prefeita Nívea Oliveira foi reeleita com apenas cinco votos de vantagem e a Justiça Eleitoral ainda precisa analisar outra ação em que o MPE aponta o uso do poder econômico com o possível uso de cestas básicas da merenda escolar para a compra de sufrágios. Essa ação foi remetida para a segunda instância e ainda não tem decisão sobre sua procedência ou não.        

Em um fato os apoiadores da prefeita que foram as redes sociais bater-bumbo sobre sua segunda vitória no pleito deste ano têm razão: após ser empossada no cargo, dificilmente a prefeita será apeada de lá. A Justiça Eleitoral vai nessa direção de que não deve interferir no resultado das urnas nem quando esse resultado foi de míseros cinco votos de frente. (Por Luiz Claudio Guedes)




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FAMÍLIA DE ITACARAMBI RECONHECE O CORPO ENCONTRADO NO RIO SÃO FRANCISCO EM JAÍBA NO NORTE DE MINAS

Dois homicídios na mesma noite agita a cidade de Itacarambi-MG.