Montes Claros terá mais 82 leitos clínicos e 20 de UTI para tratar pacientes com Covid, diz secretária de Saúde

 

Um dia após confirmar a abertura de mais leitos destinados ao atendimento de casos de Covid-19 em Montes Claros (MG), a secretária de Saúde detalhou o número de total de novas vagas. Em entrevista o MG1 desta sexta-feira (5), Dulce Pimenta explicou que o município passará a contar com mais 82 leitos clínicos e 20 de UTI, a distribuição ficou da seguinte forma:

Leitos clínicos
- Alpheu de Quadros (hospital de campanha) - 35 leitos clínicos
- Hospital Universitário - 12 leitos clínicos
- Prontosocor - 35 leitos clínicos

Leitos de UTI
- Prontosocor - 10 leitos
- Hospital Pró-Vida – 10 leitos

"Não tem estrutura que dê conta se a população não contribuir para que a gente possa diminuir os números de infecções", salientou.

A disponibilização dos leitos ocorreu em função da alta taxa de ocupação registrada na cidade. A falta de vagas teve algumas consequências:

Hospitais da cidade a suspenderem atendimentos de casos suspeitos e confirmados de coronavírus

Recusa de recebimento de pacientes de outras localidades

Publicação de um novo decreto municipal com medidas mais rígidas de combate à Covid

Monitoramento diário do Governo de MG para avaliar a migração da região Norte para a ''onda roxa' do Programa Minas Consciente

Com a rede assistencial praticamente no limite, a Prefeitura passou a utilizar o Alpheu de Quadros como hospital de campanha. As demais unidades de saúde começarão a receber pacientes assim que o estado fizer a liberação.

"O objetivo do hospital de campanha é liberar leitos dos hospitais que têm maior complexidade. [...] Os pacientes que estão aqui já estão na fase final do tratamento", disse a secretária explicando que o local possui uma estrutura mais simples, sem a complexidade de hospitais que contam com leitos de UTI e respiradores.

Com os atendimentos comuns suspensos no Alpheu de Quadros, a Prefeitura orientou que as pessoas procurem a UPA Chiquinho Guimarães para urgência e emergência. Para outros casos, a população pode procurar as ESFs, sendo que as unidades do Esplanada, Maracanã, Santos Reis e Village funcionam em regime de plantão, das 18h às 22h.

Apesar da criação das novas vagas, Dulce Pimenta diz que a população precisa colaborar para a redução de casos. Nesta semana, Montes Claros registrou o maio número de casos e morte em 24 horas.

"Estamos caminhando ainda em uma ascendência da doença, cada dia mais novas pessoas com quadro positivo, muitos com quadro de gravidade. É importante a população não relaxar, é importante a participação da população neste momento, não tem estrutura que dê conta se a população não contribuir para que a gente possa diminuir os números de infecções".

Situação epidemiológica em Montes Claros

De acordo com o último boletim epidemiológicodivulgado nesta sexta, Montes Claros tem 19.943 casos confirmados e 317 mortes.

Nesta sexta, 212 pessoas estão internadas em hospitais da cidade, 172 são de Montes Claros. A taxa de ocupação dos leitos clínicos SUS é de 94%, a de UTI adulto SUS é de 84% e a dos leitos clínicos de convênio/particular é de 79%.

Segundo os parâmetros da Secretaria de Estado de Saúde, a situação é considerada aceitável até 78%, em alerta de 78% a 90% e acima do limite de segurança a partir de 90%. Montes Claros é referência de leitos para 95 municípios.

fonte G1 grande minas

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MOÇA É ASSASSINADA COM REQUINTE DE CRUELDADE NA CIDADE DE ITACARAMBI.

POLICIAL CIVIL MORRE EM ITACARAMBI