Governo de Minas anuncia projeto de educação com prefeituras

 

O governo de Minas Gerais lançou, nesta quarta-feira (3), o projeto "Mãos Dadas", em que o Estado vai fortalecer o sistema de cooperação com os municípios mineiros. O anúncio foi realizado na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, pela secretária de Estado de Educação, Julia Sant’Anna. O investimento será de cerca de R$ 500 milhões.

"O projeto é um trabalho de ampliação do regime de colaboração entre o Estado e os municípios. Ele visa um apoio financeiro, pedagógico e infraestrutura para absorção de matrículas nos municípios. Mais de R$ 500 milhões estão reservados para apoiar os prefeitos no processo de absorção nos anos iniciais", explicou Julia

Segundo ela, neste ano, a previsão é trabalhar o projeto com cerca de 200 prefeituras que têm alunos nos anos iniciais. Os valores serão repassados aos municípios através de convênios.

"São três pilares principais nesse projeto: teremos investimento de mais de R$ 500 milhões, a partir do regime de colaboração, teremos um apoio para melhorar os indicadores de educação e também temos a previsão da ceder  aproximadamente 500 imóveis que estão sendo geridos pelo Estado e a possibilidade de adjunção dos professores que estão vinculados às matrículas dos anos iniciais", detalhou a secretária. 

De acordo com a secretaria o apoio pode contemplar construções de escolas, creches, aquisições de bens, veículos, mobiliário, execução de obras, reformas e ampliações. "Há um portfólio de possibilidades em que o prefeito que fizer a adesão faz essa sinalização e, a partir desse convênio, há o repasse imediato desses recursos. No campo pedagógico estamos prevendo uma uma formação continuada com foco na alfabetização", detalhou Julia.

Nas próximas semanas, os prefeitos serão procurados pelo Estado para uma conversa em relação ao projeto. "É um processo de adesão das prefeituras, esse cronograma vai ser alinhado a cada um dos prefeitos", pontuou.

Presente no lançamento, o governador Romeu Zema  falou da importância da cooperação entre Estado e os municípios. "Quero que os senhores prefeitos contem com a gente. Apesar das dificuldades financeiras do Estado, nós temos avançado na educação depois de anos estagnados no português e matemática no Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) nacional", finalizou.

Fonte: Jornal o Tempo

Comentários