Projeto “Povos do Cerrado: Mapeamento de Comunidades Tradicionais”

 

O  Cerrado  tem  uma  riquíssima  sociobiodiversidade,  são  inúmeras  comunidades tradicionais,  indígenas,  quilombolas,  agroextrativistas  e  tantas  outras  formas de conviver com  o  Cerrado de pé. Essas comunidades devem ser valorizadas para que a sociedade como  um  todo  tenha  dimensão  da  contribuição  delas  para  nossa,  cultura,  conservação ambiental e economia.

No entanto, o Cerrado tem uma intensa ocupação agropecuária, em especial para exportação de commodities, o que torna imprescindível o fortalecimento e visibilidade das comunidades,  a  fim  de  se  evitar  conflitos.  Por  isso  nós  do  projeto  “Povos  do  Cerrado: Mapeamento    de    Comunidades    Tradicionais”    temos    como    objetivo    identificar    as comunidades,  em  especial  aquelas  que  possam  estar  em  ambientes  mais  propensos  a conflitos.

Para  tanto  fazemos  levantamento  bibliográfico  para  identificar  comunidades  e contatamos  comunidades  a  fim  de  verificar  se  elas  têm  interesse  em  se  cadastrar  no aplicativo Tô no Mapa, e na Plataforma de Territórios Tradicionais do Conselho Nacional dos Povos e Comunidades Tradicionais (CNPCT), criada em parceria com o Ministério Público Federal (MPF). Dessa forma, a comunidade terá um registro seguro de sua presença e com isso um elemento a mais para ratificar sua presença e seu território.

Entendemos que este projeto se configure como um passo para o fortalecimento das comunidades que desejem se cadastrar e também que é indispensável cuidados durante o cadastro e no armazenamento dessas informações. Por isso há uma política de segurança dos dados que pode ser acessada neste  link.

O  projeto  "Povos  do  Cerrado"  trabalha  em  diálogo  constante  com  iniciativas  de instituições como ISPN, IPAM e Rede Cerrado.

Caso    tenha    interesse    ou    queira    tirar    dúvidas    mande    um    email    para

 gabriela@cerrados.org  ou acesse nosso suporte pelo whatsapp (61) 96096060.

 

Desejamos que esteja bem e com saúde. Atenciosamente,

Equipe Instituto Cerrados.

Pré-cadastro

Realizando o pré-cadastro no projeto, as lideranças de comunidades tradicionais contribuem com informações para o mapeamento e visibilização de suas comunidades. O projeto é uma iniciativa do Instituto Cerrados e atua frente a comunidades que desejam ser fortalecidas. Trabalhamos em diálogo constante com o Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (IPAM), Instituto Sociedade, População e Natureza (ISPN) e Rede Cerrado, por meio do apoio ao cadastramento das comunidades tradicionais do Cerrado no aplicativo “Tô no Mapa” e sua interface com a Plataforma de Territórios Tradicionais, uma iniciativa do Conselho Nacional dos Povos e Comunidades Tradicionais (CNPCT) e do Ministério Público Federal (MPF).
Após a realização do pré-cadastro, a comunidade recebe o Guia Geral de Formalização de Territórios Tradicionais, documento inédito que reúne, em um único material, diversas informações para a busca de direitos sociais, culturais, ambientais e territoriais das comunidades tradicionais.

O Guia foi elaborado pelo Instituto Cerrados em consulta ao MPF, ISPN e Rede Cerrado. O documento está em constante atualização e foi construído a partir de informações disponíveis na internet e  consultas ao Ministério Público Federal (MPF), Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos (MDH), Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA), Fundação Nacional do Índio (Funai) e à Fundação Cultural Palmares (FCP).

Faça o pré-cadastro da comunidade aqui




Comentários