Comissão leva impeachment de prefeita de Bocaiuva para votação na Câmara de Vereadores


Câmara de Vereadores de Bocaiuva vai votar pedido nesta terça-feira — Foto: João Lã/Arquivo pessoal
A Câmara de Vereadores de Bocaiuva, no Norte de Minas, irá votar nesta terça-feira (29) um processo de impeachment contra a prefeita Marisa Alves (MDB). A prefeita é acusada de não cumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal, que determina o teto máximo de gastos com servidores em até 54% da receita do município.
A denúncia foi protocolada pelo advogado Áureo Gélio Andrade Júnior e pela presidente do Sindicato dos Servidores Municipais, Carmem Lúcia Pereira. No documento eles afirmaram que no ano de 2017 a prefeita extrapolou o número de servidores contratados, além do limite de gastos.
Uma Comissão Processante foi instaurada para apurar a denúncia, feita em outubro de 2018. De acordo com a Comissão, a defesa da prefeita recusou que ela e testemunhas fossem ouvidas no processo. A oposição precisa de nove votos para que a prefeita seja impedida de continuar no cargo.
A prefeita confirmou ao G1 nesta segunda-feira (28) que dispensou o depoimento das testemunhas para a Comissão, pois o Tribunal de Justiça aprovou as contas apresentadas por ela. "Se o Tribunal aprovou, nós entendemos que não houve irregularidades. Assim, torna nula esta denúncia. O que existiu foi que fui recomendada a adequar e tive oito meses para isso. Então, estou muito tranquila para, caso seja votado para meu afastamento, recorrer", diz Marisa Alves.(G1 GRANDE MINAS)


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FAMÍLIA DE ITACARAMBI RECONHECE O CORPO ENCONTRADO NO RIO SÃO FRANCISCO EM JAÍBA NO NORTE DE MINAS

Dois homicídios na mesma noite agita a cidade de Itacarambi-MG.