Prefeitos do Norte de MG esperam por nova reunião com o governo para definir retorno das aulas


Prefeitos e representantes de prefeituras da região debateram dívidas do estado — Foto: Cimams/Divulgação
Prefeitos, procuradores municipais e secretários de educação de 25 cidades do Norte de Minas se reuniram nesta quarta-feira (30) para debater formas de lidar com os problemas causados pela falta de repasses do Governo de Minas referente ao ano de 2018. Entre os principais temas abordados, a data de retorno das aulas nas cidades.
Segundo o presidente do Consórcio Intermunicipal Multifinalitário da Área Mineira da Sudene (Cimams), Edmárcio Moura Leal, apenas cinco prefeitos demonstraram interesse em iniciar o ano letivo na data estipulada pelo Governo de Minas, no dia 7 de fevereiro. "A grande maioria quer começar a aula no dia 11 de março, quando vai conseguir adequar toda a estrutura para receber os alunos", diz.
Em Montes Claros, maior cidade do Norte de Minas, a previsão do início das aulas também é incerta. De acordo com a assessoria de comunicação da prefeitura, a secretaria de Educação espera pela regularização dos repasses do Estado.
Repasses
A Associação Mineira de Municípios (AMM) chegou a recomendar que as prefeituras só começassem o ano letivo depois do carnaval. A AMM afirma que vários repasses estão atrasados, entre eles o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), que é direcionado à educação, e o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). O total da dívida do estado com os municípios chega a mais de R$ 12 bilhões.
No dia 22 deste mês, o Governo de Minas anunciou que regularizou os repasses deste ano para a educação com valor de cerca R$15 milhões para manutenção e custeio das escolas. Ainda segundo o governo, de 1º a 22 de janeiro, foram transferidos R$ 801,07 milhões para os municípios mineiros.
Apesar do valor, o Estado segue sem previsão sobre os recursos pendentes da gestão passada. Segundo o presidente do Cimams, os prefeitos devem se reunir novamente com o governo estadual. "O próximo passo é reunião com a secretaria de estado e vamos recorrer aos parlamentares, se for preciso, para sair de lá com um consenso da data que será iniciada as aulas neste ano", afirma Edmárcio Moura.
G1 grande minas

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MOÇA É ASSASSINADA COM REQUINTE DE CRUELDADE NA CIDADE DE ITACARAMBI.

Menores são detidos com moto roubada em Itacarambi; vítima foi encontrada ferida no sofá de casa