Pular para o conteúdo principal

Mulher morre ao ter pescoço atingido por linha chilena em Montes Claros, MG; ela seguia de moto com o filho na garupa

Mulher passava por avenida quando foi foi ferida por linha chilena — Foto: João Edwar / Inter TV Grande Minas

Um mulher morreu ao ser ferida por linha chilena na noite de desta segunda-feira (8) em Montes Claros (MG). Ela seguia de moto com o filho de 11 anos na garupa. O menino não teve ferimentos. O Samu chegou a ser acionado para fazer o socorro, mas a vítima não resistiu a uma lesão profunda no pescoço.

Segundo o tenente Márcio Henrique Borges Silva, da Polícia Militar, a linha chilena é usada ilegalmente para soltar pipa e tem poder de corte suficiente para danificar a lataria de um carro.

Uma testemunha disse à PM que viu algumas pessoas soltando pipa no local onde a mulher morreu. Um carro arrastou a linha e a vítima, que estava atrás de moto, foi atingida no pescoço.

“Infelizmente situações como essa são fruto da falta de sensibilidade e da ausência de uma legislação mais incisiva. Se o uso gera algum dano, a punição vai ser com base no dano gerado, que nesse caso, se houvesse prisão, poderia ser homicídio”, explica o tenente, afirmando que a PM realizou apreensões de carreteis com linhas nos últimos dias.

Sobre a legislação, Márcio Henrique complementa dizendo que se pessoa é flagrada portando ou soltando pipa com a linha é feita a apreensão do material e a aplicação de multa. Quando, na verdade, a linha chilena representa um risco muito maior, por isso, a necessidade de regras mais rígidas.

Além da falta de conscientização e de punições mais severas, o tenente destaca há uma dificuldade em se atribuir a culpa a alguém diante de um crime como esse. Segundo ele, em muitos casos as pipas são cortadas e seguem com pedaços da linha sem direção.

"As pessoas sabem que podem gerar um dano, mas insistem em ter essa conduta. Apelamos para a conscientização social, para os pais que sabem que os filhos estão usando esse material, por exemplo. Apesar de que sabemos também que essa conduta não está restrita às crianças. Que essas pessoas pensem no próximo, uma atitude inconsciente acaba de ceifar uma vida. Que se conscientizem dos seus papeis como parte de uma sociedade”, finaliza.

G1 GRANDE MINAS


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ACIDENTE NA BR 135 NA COMUNIDADE DO FABIÃO2 EM ITACARAMBI DEIXA CASAL FERIDOS.

fotos whatsap Um acidente de carro envolvendo um veículo   de passeio e um caminhão aconteceu agora a tarde na BR 135 entre a comunidade do Fabião 2 e Itacarambi. No acidente ficou ferido um casal. O motorista do carro, foi removido num helicóptero para Hospital de Montes Claros. A moça ficou ferida mas não corre risco de morte. Aguardem outras informações. Por JPI

Pesquisadores tentam identificar animal encontrado morto em praia da Espanha

Especialistas da fauna marina estão trabalhando para identificar a carcaça de um animal encontrado em agosto, em uma praia de Almería, na Espanha. A criatura tem chifres e mede entre quatro e cinco metros de comprimento. De acordo com autoridades locais, o animal estava em estado de decomposição avançado, o que vem dificultando a identificação. As informações sobre a criatura foram compartilhadas com vários especialistas para tentar fazer a identificação.(r7)

Investigado por matar e atear fogo em corpo de mulher é preso pela Polícia Civil na zona rural de Jaíba

  A Polícia Civil prendeu um homem investigado por matar e colocar fogo no corpo de uma mulher em Itacarambi (MG). Ele foi encontrado em Mocambinho, zona rural de Jaíba (MG), nesta quinta-feira (18). O crime ocorreu em julho de 2020. Segundo a Polícia Civil, “ele teve efetiva participação no homicídio e estava foragido até então. No entanto, vinha fazendo graves ameaças de morte à menor que testemunhara o crime.” A investigação está sob responsabilidade da delegada Bruna Brito. No ano passado, o irmão do homem preso nesta quinta foi encontrado em Brasília (DF), onde permanece encarcerado. Ele era ex-namorado da vítima. Entenda o caso De acordo com a Polícia Civil, a vítima comemorava o aniversário quando o ex foi até a casa dela. Eles seguiram para a zona rural em um carro que era dirigido pelo irmão dele. Uma adolescente também estava com os três e presenciou os fatos. “No local, espancaram e abusaram da vítima, matando-a em seguida. Não bastasse, atearam fogo sobre o corpo