Filho de vereador furta ambulância de centro de saúde, busca amigos em outra cidade e aparece em vídeo com cerveja

Filho de vereador e amigos aparecem em vídeo dentro de ambulância — Foto: Redes Sociais / Montagem

O filho de um vereador furtou uma ambulância do centro de saúde de Rubelita (MG), segundo a Polícia Militar. Kildery Rodrigo Dias Morais ainda buscou dois amigos em uma cidade vizinha, conforme aponta o registro de ocorrência, e apareceu em um vídeo dentro do veículo com um lata de cerveja nas mãos.

Nas imagens, que circulam pelas redes sociais, os rapazes aparecem apertados e sem cinto de segurança. Um deles ainda 'debocha do fato de estar em uma ambulância.

O sargento Walisson Durães explica que o furto ocorreu na madrugada do sábado (1º). Antes disso, o filho do vereador recebeu atendimento no centro de saúde após se envolver em uma briga. Ele foi atendido e liberado. Uma funcionária afirmou à Polícia Militar que o jovem se identificou como filho do vereador e disse que o pai pediu que o levassem até em casa. O transporte foi negado, já que o veículo deveria ser usado para questões de saúde. Horas depois, Kildary Rodrigo retornou com sinais de embriaguez e fez o mesmo pedido, que foi novamente negado.

“Por volta das 4h30, no momento em que o pessoal do hospital estava dentro da unidade e não tinha vigilância do lado de fora, ele furtou a ambulância e foi até Lagoa de Baixo”, diz o sargento.

Os policiais estiveram nos locais onde os três jovens moram. Os pais de dois deles negaram envolvimento dos filhos no furto e disseram que eles estavam em Salinas, município vizinho, e foram trazidos de lá de ambulância pelo filho do vereador Édio Morais de Oliveira.

Os militares foram até a casa do parlamentar, onde ele confirmou que o filho chegou de ambulância. Édio de Oliveira disse à PM que o rapaz pegou o veículo porque havia pessoas querendo bater nele. Falou também que os três jovens não estavam embriagados, não agiram com objetivo de cometer crimes e que "apenas estavam felizes". Ele ainda confirmou que lavou o carro.

O vereador não foi encontrado para comentar o caso até a publicação desta reportagem.

A prefeitura de Rubelita emitiu uma nota e classificou o episódio como “lamentável”. Destacou que a ambulância estava no local para “atender situações de emergência da saúde pública”.

O município afirmou que a autoria do furto foi descoberta após a divulgação dos vídeos. A nota destaca ainda que a ambulância já está em Rubelita e que uma sindicância vai apurar os fatos.

A Polícia Civil informou que vai investigar o caso.

"Foi instaurado um procedimento investigatório para que se avalie o que aconteceu, qual a materialidade e os supostos autores. O fato tem especial gravidade já que é um hospital público voltado para atender pessoas carentes. A ausência da ambulância, por menor que seja o período, pode gerar um risco em potencial para a população", fala o delegado José Eduardo dos Santos.

POR G1 GRANDE MINAS


Comentários