Corpo de jornalista morto em São Paulo será velado em Berizal, no Norte de Minas


Corpo de jornalista e professor foi encontrado às margens do rio Tietê, em Guarulhos, nesta terça-feira (19). — Foto: Arquivo Pessoal
O corpo do jornalista e professor Artur Carlos Rocha, de 39 anos, encontrado nesta terça-feira (19) às margens do rio Tietê (SP), será velado na casa da mãe dele, em Berizal, no Norte de Minas. A informação foi confirmada ao G1pelo irmão da vítima, Antônio Carlos Rocha, que acompanha o caso em Guarulhos. De acordo com a família, Artur estava desaparecido desde a última quinta-feira (14). A motivação da morte ainda está sendo investigada.
“A última vez que ele foi visto por colegas foi na quinta-feira (14). Na sexta (15), ele não foi a uma consulta pela manhã em um hospital. Na segunda (18), registramos o boletim de ocorrência e, na manhã de ontem (19), o carro dele foi encontrado, e depois o corpo, amarrado em um lençol. As investigações serão feitas pela Polícia Civil de São Paulo e a gente quer manter os dados em sigilo para não atrapalharmos o andamento das apurações”, explicou Antônio Carlos.
Câmeras de segurança poderão ajudar o trabalho da Polícia Civil. A família também informou que o jornalista morava em São Paulo há mais de 15 anos; ele era solteiro e não deixa filhos.
O velório está previsto para acontecer a partir das 20h desta quarta-feira (20), e o enterro na quinta (21).(G1 GRANDE MINAS)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MOÇA É ASSASSINADA COM REQUINTE DE CRUELDADE NA CIDADE DE ITACARAMBI.

Menores são detidos com moto roubada em Itacarambi; vítima foi encontrada ferida no sofá de casa