Corpo de jornalista morto em São Paulo será velado em Berizal, no Norte de Minas


Corpo de jornalista e professor foi encontrado às margens do rio Tietê, em Guarulhos, nesta terça-feira (19). — Foto: Arquivo Pessoal
O corpo do jornalista e professor Artur Carlos Rocha, de 39 anos, encontrado nesta terça-feira (19) às margens do rio Tietê (SP), será velado na casa da mãe dele, em Berizal, no Norte de Minas. A informação foi confirmada ao G1pelo irmão da vítima, Antônio Carlos Rocha, que acompanha o caso em Guarulhos. De acordo com a família, Artur estava desaparecido desde a última quinta-feira (14). A motivação da morte ainda está sendo investigada.
“A última vez que ele foi visto por colegas foi na quinta-feira (14). Na sexta (15), ele não foi a uma consulta pela manhã em um hospital. Na segunda (18), registramos o boletim de ocorrência e, na manhã de ontem (19), o carro dele foi encontrado, e depois o corpo, amarrado em um lençol. As investigações serão feitas pela Polícia Civil de São Paulo e a gente quer manter os dados em sigilo para não atrapalharmos o andamento das apurações”, explicou Antônio Carlos.
Câmeras de segurança poderão ajudar o trabalho da Polícia Civil. A família também informou que o jornalista morava em São Paulo há mais de 15 anos; ele era solteiro e não deixa filhos.
O velório está previsto para acontecer a partir das 20h desta quarta-feira (20), e o enterro na quinta (21).(G1 GRANDE MINAS)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TRAGÉDIA NA BR 135 EM ITACARAMBI, DUAS VÍTIMAS FATAIS.

DOIS HOMICIDIOS EM MENOS DE 24 HORAS EM ITACARAMBI.

HOMICÍDIO EM ITACARAMBI NA QUARTA-FEIRA DE CINZA