Ex-agente penitenciário é preso por descumprir medida protetiva em Pirapora


Mandados foram cumpridos na casa do investigado no Bairro Santa Mariana — Foto: Polícia Civil/ Divulgação
Um ex-agente penitenciário foi preso, em Pirapora, após descumprir uma medida protetiva que determinava que ele se afastasse por 200 metros da ex-namorada, de 31 anos, e não se comunicasse com ela. O caso é investigado pela Delegacia Especializada da Mulher e o mandado de prisão preventiva foi cumprido, nesta quarta-feira (27), durante a Operação Marias, realizada em todo o país para combater violência contra a mulher.
“Há cerca de 15 dias, o irmão da vítima denunciou que ele estava passando por várias vezes na porta da casa dela e também fazendo ligações. Nós confirmamos a denúncia e pedimos ao juiz o mandado de prisão. Durante a operação, também fizemos fiscalizações de outras quatro medidas protetivas para confirmar se elas estavam sendo cumpridas. ”, disse a delegada Marina Pacheco.
Ela explicou que o casal teve um relacionamento de 9 anos, se separou em agosto deste ano, mas o homem não aceitava o fim do namoro.
“Depois do término, ele ameaçou a mulher com uma arma e ela procurou a polícia. A medida protetiva foi expedida após essa denúncia no dia 30 de agosto”.
Segundo a Polícia Civil, atualmente o homem, de 45 anos, trabalhava como guarda civil na Prefeitura de Pirapora. A polícia também cumpriu um mandado de busca e apreensão na casa do investigado, no Bairro Santa Mariana. Foram apreendidos um revólver calibre 38, uma pistola calibre 380, um par de algemas e várias munições
“Já tínhamos informações de que ele guardava os materiais em casa e encontramos as armas e munições escondidas dentro de um cofre. No momento da prisão, ele não resistiu e confessou ter ameaçado a vítima”, conta o delegado Henrique Franco, que atuou no cumprimento dos mandados.
O homem será encaminhado para o presídio de Pirapora. A Prefeitura de Pirapora informou ao G1 que tomou conhecimento sobre o fato após ser procurada pela reportagem.
"É importante evidenciar que se trata da vida pessoal do funcionário concursado da Guarda Municipal e que, caso haja medidas jurídicas de responsabilidade da prefeitura de Pirapora, serão observadas e cumpridas. Ainda assim, A Prefeitura de Pirapora, bem como a Guarda Civil Municipal, reafirmam seu compromisso com o cumprimento das Leis e todo o seu repúdio a qualquer forma de violência, principalmente contra crianças e mulheres", diz a nota.
G1 GRANDE MINAS
Polícia apreendeu armas e munições — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

RESULTADO DA ENQUETE: PREFEITA CONFIRMA BANDA CALCINHA PRETA NO ANIVERSÁRIO DE ITACARAMBI

MULHER COM NECESSIDADES ESPECIAIS APÓS DESAPARECIMENTO É ENCONTRADA VIOLENTADA E MORTA EM MANGA-MG

CÂMARA MUNICIPAL DE ITACARAMBI RECEBE DEVOLUÇÃO DE PARTE DO DINHEIRO PÚBLICO DESVIADO POR EX-FUNCIONÁRIO

Decoração Natalina enfeita ruas e praças de Itacarambi.

Jovem de 20 anos morre ao bater carro de frente com caminhão na BR-135, em Corinto