CAPS DE ITACARAMBI REALIZA MOVIMENTO CONTRA A VOLTA DOS MANICÔMIOS

Na tarde desta quarta-feira (13) o CAPS-Centro de Atenção Psicossocial de Itacarambi realizou um protesto contra a reforma que o presidente Michel Temer que fazer na Psiquiatria brasileira. Referente à volta dos manicômios. Para o Coordenador Geral do CAPS de Itacarambi, Wellington, “isto é inadmissível, a volta dos manicômios é um retrocesso para acabar de vez com a saúde dos pacientes que sofrem de transtornos mentais, é voltar ao passado”, concluiu.
Com esta reforma psiquiátrica, o presidente quer acabar definitivamente com os CAPS no Brasil, é um transtorno para os pacientes que precisam desta assistência, é um caso triste para a sociedade e familiares quem tem algum parente que sofra de saúde mental.
Para a vice-presidente da Associação Brasileira de Saúde Mental (Abrasme), Ana Pitta, teme retrocessos na abordagem, com o retorno dos hospitais psiquiátricos para o centro da política.
Ela lembra que a ditadura militar adotou o “enclausuramento, a prisão e a exclusão como modelo de funcionamento, criando a indústria da loucura no país”. Naquela época, a repercussão de casos como o do Hospital Colônia, em Barbacena (MG), onde morreram 60 mil pessoas entre 1903 e 1980, fortaleceu a crítica da sociedade aos manicômios. No contexto da redemocratização, houve a fundação do Movimento de Trabalhadores em Saúde Mental (MTSM) e depois do Movimento de Luta Antimanicomial. (portal terra.com).
Já o protesto que ocorreu no CAPS de Itacarambi, venha somar com os ouros dos demais municípios para que haja uma interrupção neste projeto “maluco” da presidência.
Por Vailton Ferreira
 



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Carro invade contramão, bate contra ônibus, mata três pessoas e fica destruído na BR-070, diz PRF, AS DUAS VÍTIMAS FATAIS SÃO DA CIDADE DE ITACARAMBI

Mulher atira em marido e avisa enteado para pedir socorro, em Itacarambi

Eleições em Itacarambi (MG): Veja como foi a votação no 2º turno