AÇÃO HUMANITÁRIA NAS COMUNIDADES DE CARAÍBAS E VÁRZEA GRANDE RECEBE CESTAS BÁSICAS DA DEFESA CIVIL DE ITACARAMBI

A Defesa Civil do município através da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Meio ambiente com parceria da Prefeitura Municipal de Itacarambi, distribuíram na manhã desta sexta-feira (09) cestas básicas às famílias  carentes das Comunidades de Caraíbas e Várzea Grande, que sofrem com o longo período de estiagem que atinge a região do Norte de Minas.
Foram distribuídas 100 cestas básicas, para famílias carentes, beneficiando os moradores. Segundo o Coordenador da Defesa Civil de Itacarambi, secretário Gilmar Barros, esta é uma ação do governo federal em parceria com o Governo do Estado e Prefeitura de Itacarambi, onde a Defesa Civil do município, realiza a distribuição para as famílias carentes. Segundo Gilmar, desde o ano passado já foram distribuídos 700 cestas básicas, para as famílias carentes do município, principalmente para as comunidades da zona rural, que vem sofrendo com a estiagem prolongada, que afetou toda a região do Norte de Minas. Inclusive a região de Itacarambi.
A estiagem foi tão grande na região da Várzea Grande que as fábricas de farinha e de aguardente, tiveram que desativar a produção, porque não tem mais o material para a fabricação. Há mais de seis anos, que tudo está parado. Segundo um dos diretores da Associação dos Produtores Rurais da Várzea Grande, tinha época que a fábrica de farinha chegava a produzir 80 sacos por dia abastecendo toda a região de Itacarambi, principalmente o alambique, que também encerrou a produção por falta da cana de açúcar, que sumiu da região, devido à seca. Enquanto não chove há 10 anos, os equipamentos das fábricas estão se deteriorando com o passar dos anos.
Por Vailton Ferreira
       GILMAR BARROS, COORDENADOR DA DEFESA CIVIL DE ITACARAMBI
   fábrica de farinha desativada devido a seca


      engenho parado por falta de cana de açucar















Comentários