AMAMS DISCUTE PARALISAÇÃO DAS PREFEITURAS DO NORTE DE MINAS


A Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene - AMAMS marcou para segunda-feira, dia 13, uma reunião com os prefeitos do Norte de Minas para discutir a participação das Prefeituras da região na proposta da Associação Mineira dos Municípios - AMM, de fechamento das portas no dia 21, em protesto contra o Estado, que tem retido os recursos destinados a saúde e educação. O presidente da AMAMS, Marcelo Felix, prefeito de Januária, salienta que a decisão da maioria será seguida pela entidade, pois não adianta somente alguns aderirem. Os dados da AMM indicam que o Estado reteve R$ 7,8 bilhões dos recursos destinados aos municípios. O Norte de Minas tem aproximadamente R$ 1 bilhão desse total.
A reunião será realizada às 14 horas, no auditório da AMAMS, com todos os prefeitos associados. A vice-presidente da AMAMS, Marisa Alves de Souza, prefeita de Bocaiuva e o secretário-executivo Ronldo Mota Dias participaram da votação do projeto de Lei 5.012/2018, realizada na Assembléia Legislativa e pediram o apoio da bancada regional para esse projeto. A medida permitirá arrecadar aproximadamente R$ 1,5 bilhão. Isso é apenas 20% do total da divida do Estado com os municípios mineiros, mas já alivia.

Ascom | AMAMS

Comentários