Governo suspende aulas na rede estadual durante três dias úteis para combater COVID-19


O Governo de Minas anunciou na noite deste domingo (15) que vai implementar recesso escolar na rede estadual de ensino entre quarta (18) e domingo (22), como medida de enfrentamento ao novo coronavírus. Neste momento, o Estado tem quatro casos confirmados para a doença e 297 em investigação por meio de exames laboratoriais.
De acordo com o Governo, o motivo para o recesso é concentrar esforços no diálogo com as unidades e na elaboração de medidas adicionais, sempre monitorando a evolução da transmissão. A retomada das aulas será no dia 23 de março, conforme orientação da Secretaria de Saúde. 
Parte da rede estadual de ensino já está sem aulas, devido à greve dos professores por tempo indeterminado. Entre as reivindicações, estão a isonomia do funcionalismo público e o reajuste na categoria da educação. 
Comitê Gestor
Também neste domingo, o governador Romeu Zema publicou decreto que cria o Comitê Gestor do Plano de Prevenção e Contingenciamento em Saúde do COVID-19 e amplia as ações de prevenção e combate ao coronavírus em órgãos e entidades da administração estadual.
Entre as medidas, estão o impedimento de retorno ao trabalho de servidores que estiveram em localidades com alto índice de transmissão comunitária do vírus, como Europa e China. Nesse período, recomenda-se que o profissional permaneça em casa e em trabalho remoto, se houver condições.
No sábado (14), o governador já havia decretado a suspensão de eventos oficiais com mais de cem pessoas pelos próximos 30 dias. A recomendação é que a medida, que será revista semanalmente, também seja adotada por organizações da iniciativa privada. Além disso, o prazo para recadastramento anual de inativos e pensionistas do Poder Executivo do Estado fica suspenso, enquanto perdurar a Situação de Emergência em virtude do coronavírus, sem implicar na suspensão da remuneração durante esse período.(Jornal Hoje em Dia)

Comentários