Sudene divulga ranking que avalia gestões municipais, Itacarambi se destaca no Desempenho, Finanças e Gestão.

A Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste divulgou, nesta segunda-feira (21), o mais novo levantamento realizado pela autarquia para avaliar a qualidade das administrações locais. O Ranking Sudene IGM / CFA 2020 apresentou a média geral dos 1990 municípios da área de atuação da autarquia a partir da avaliação de três dimensões: desempenho, finanças e gestão. O trabalho é um dos desdobramentos do acordo de cooperação celebrado junto ao Conselho Federal de Administração (CFA). A medida previu, entre outras ações, a utilização do Índice Governança Municipal (IGM), elaborado pelo Conselho, para ações de profissionalização da gestão pública local e o desenvolvimento de ações conjuntas de capacitação.

No Ranking Sudene, a cidade de Itacarambi ficou em 11º lugar no região da Sudene.. com relação aos municípios com até 20 mil habitantes, Itacarambi(MG) se destacou, com a média (7,03), O índice de Governança Municipal da área da Sudene,(7.97), no : desempenho(7,11), no quesito FINANÇAS(6,02). Se for analisar, nosso município obteve um desempenho muito especial. Graças um trabalho pautado na União, Trabalho e Transparência.

Índice mapeia detalhadamente a gestão municipal

O IGM-CFA consiste em uma ferramenta de controle social e transparência da gestão pública. A partir da consolidação de dados secundários – considerando áreas como saúde , educação, planejamento urbano, gestão fiscal, entre outras –, apresentou-se uma métrica da governança pública dos municípios da área de atuação da Sudene.

Cada uma das três grandes dimensões consideradas pelo estudo (Finanças, Gestão e Desempenho) possui indicadores específicos para aferir a performance dos gestores. O primeiro leva em conta aspectos relacionados à área fiscal, investimento per capita, custo do Poder Legislativo e equilíbrio previdenciário. Já a dimensão desempenho envolve a atuação dos municípios nas áreas de saúde, educação, segurança, qualidade habitacional e vulnerabilidade social. Por fim, o desempenho dos prefeitos será avaliado a partir de ações voltadas ao planejamento, organização dos servidores, qualidade do investimento e transparência.

De acordo com o Conselho Federal de Administração, um dos aspectos inovadores do IGM é o agrupamento dos municípios com base no porte da cidade (quantidade de habitantes) e PIB per capita. Assim, a comparação dos indicadores ocorre entre cidades de perfil similar. O índice de gestão também utiliza um sistema de metas que apresenta qual é o desempenho esperado para cada um dos municípios, considerando as condições e potencialidades.

O superintendente da Sudene, Evaldo Cruz Neto, adiantou que, a partir dos resultados do ranking, a autarquia vai identificar as boas práticas de gestão pública. Os gestores dos municípios que não atingiram um índice satisfatório poderão receber o apoio da Sudene para a realização de capacitações junto aos parceiros da autarquia.

Por JPI,com informação do site https://www.gov.br/sudene/

 

Comentários