Pular para o conteúdo principal

Funcionária de casa lotérica é presa em Montes Claros suspeita de aplicar golpe em idoso de 85 anos


Aposentado de Claro dos Poções se dirigia a Montes Claros regularmente para sacar dinheiro — Foto: Juliana Gorayeb/G1
Um idoso de 85 anos procurou a Polícia Militar no início da tarde desta sexta-feira (14) após suspeitar de ter sido vítima de um golpe de estelionato em Montes Claros. Através do extrato bancário, o aposentado conseguiu comprovar que saques duplos de mesmo valor foram feitos na conta dele sem autorização. A funcionária de uma casa lotérica, localizada em um shopping, foi presa como suspeita do crime; a mulher, de 37 anos, foi contratada para fazer atendimentos no caixa preferencial do estabelecimento. Ela é suspeita de aplicar o golpe na conta do aposentado há pelo menos três meses.
Nesta sexta, o aposentado foi até a casa lotérica e solicitou à atendente um saque de R$ 500. Como a funcionária pediu que inserisse a senha duas vezes, um familiar que acompanhava o idoso resolveu tirar um extrato em outro terminal para conferir os valores. A família já estava desconfiada de que algo de errado vinha acontecendo, porque o idoso reclamava de que o dinheiro estava desaparecendo da conta.
Domingos Custódio Jorge é morador de Claro dos Poções, município perto de Montes Claros, e costumava ir até a lotérica fazer o tipo de serviço há algum tempo. Ele conta que tudo começou quando foi transferir um dinheiro para a nora e sentiu que havia sido bem atendido. Como a funcionária começou a fazer ligações para ele, o convidando para comprar bolões, o idoso passou a frenquentar a mesma lotérica sempre e se dirigia até a mesma funcionária do caixa preferencial. “Ia sempre lá porque era para o idoso. Ela deve ter olhado pra mim e pensado que sou muito humilde. Ela deve ter pensado que não tenho cultura e fez isso comigo”, diz.
A família do aposentado retirou extratos dos últimos três meses. A documentação mostra que no dia 6 de julho foram feitos dois saques seguidos, de R$ 700. No dia 27 do mesmo mês foram feitas mais duas transações repetidas, de R$ 400. O possível golpe desta sexta pode ter sido o terceiro aplicado contra o mesmo idoso.
“Havia um negócio assim: ‘o senhor foi lento, tem que por senha de novo’. Fiquei cismado, porque tinha que ser em dobro? Fomos olhar e em questão de segundos tinha saque dobrado. Eu pedi R$ 500, falei que queria. Sou idoso e não tenho experiência. Ela disse ‘bate a senha’. Depois falou que não deu certo, perguntei porque e ela disse que fui muito lento. Quando coloquei a senha de novo, fui em outro terminal e pedi o extrato. Aí ficou constatado saque duplo. Uma vez R$ 700, uma vez R$ 400 e agora R$ 500”, relata Domingos.
O sargento da Polícia Militar, Charley Faria Santos, explica que a família ainda relatou que a atendente fazia contato telefônico com a vítima, tentando estabelecer uma relação de confiança com o idoso. “Um tenente aposentado é parente dele e teve informação que o idoso estava perdendo dinheiro da conta. Ele confirmou através de extrato que havia saques duplos. Ela [a atendente] mantinha contato telefônico com ele, pedia queijos, então ela procurava estabelecer relação de proximidade para saber se ele havia descoberto o golpe”, relata.
Saques duplos de mesmo valor feitos na lotérica foram descobertos pela família através de extratos — Foto: Juliana Gorayeb/G1
A polícia não descarta que a mesma funcionária possa ter aplicado outros golpes de estelionato. “Quem sentir que foi lesado, procure a Polícia Militar, para que as providências cabíveis sejam tomadas. É bom que seja tirado o extrato para que se comprove duplicidade dos saques”, afirma o sargento Charley.
A mulher presa foi levada à delegacia de plantão, onde será ouvida pela Polícia Civil.
O que diz a defesa
A advogada da funcionária da loteria, Maria Lúcia Nunes da Rocha Leão, informou que houve falha operacional do sistema, e que o saque precisou ser repetido. “Não há chance e quem acusa vai ter que provar. O que houve foi que a máquina travou e teve que reiniciar”, diz.
Quando questionada sobre os extratos dos meses anteriores, em que constam outros saques duplos, a advogada disse que a cliente não se lembra de tudo o que ocorreu na lotérica. A defesa afirma ainda que o aposentado pode estar gastando dinheiro sem que a família saiba e que terá de provar as acusações.
O G1 foi até a Casa Lotérica na tarde desta sexta para saber se o estabelecimento iria se pronunciar sobre o assunto. A gerente afirmou que foi orientada por advogados a não comentar o caso.(G1 GRANDE MINAS)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ACIDENTE NA BR 135 NA COMUNIDADE DO FABIÃO2 EM ITACARAMBI DEIXA CASAL FERIDOS.

fotos whatsap Um acidente de carro envolvendo um veículo   de passeio e um caminhão aconteceu agora a tarde na BR 135 entre a comunidade do Fabião 2 e Itacarambi. No acidente ficou ferido um casal. O motorista do carro, foi removido num helicóptero para Hospital de Montes Claros. A moça ficou ferida mas não corre risco de morte. Aguardem outras informações. Por JPI

Pesquisadores tentam identificar animal encontrado morto em praia da Espanha

Especialistas da fauna marina estão trabalhando para identificar a carcaça de um animal encontrado em agosto, em uma praia de Almería, na Espanha. A criatura tem chifres e mede entre quatro e cinco metros de comprimento. De acordo com autoridades locais, o animal estava em estado de decomposição avançado, o que vem dificultando a identificação. As informações sobre a criatura foram compartilhadas com vários especialistas para tentar fazer a identificação.(r7)

Menores são detidos com moto roubada em Itacarambi; vítima foi encontrada ferida no sofá de casa

  Dois adolescentes, de 13 e 14 anos, foram apreendidos por ato infracional análogo ao crime de roubo em Itacarambi (MG) nesta quinta-feira (5). Segundo a Polícia Militar, a vítima do roubo é um homem, que foi encontrado dentro de casa com ferimentos graves, deitado no sofá. A PM foi chamada por guardas noturnos que suspeitaram dos menores ao se depararem com uma moto abandonada perto de onde eles estavam. Ao serem questionados, os jovens disseram que estavam fugindo de uma pessoa que teria abandonado o veículo após persegui-los. Os policiais fizeram a consulta da placa e descobriram que a moto não tinha queixa de roubo/furto e pertencia a um morador do Centro. Os adolescentes confirmaram que pegaram o veículo e disseram ainda que estavam na casa do homem e o agrediram com tijoladas na cabeça porque ele teria tentado abusar sexualmente deles. O celular da vítima também estava com eles. Em seguida, os militares foram até a residência do homem, onde o encontraram ferido no sofá. Al