Entidades lançam campanha contra "paraquedistas"



 
As entidades de classes apoiaram o lançamento de uma campanha pela valorização do voto e contra os “paraquedistas”, os políticos que não pertencem à nossa região, e que só aparecem em tempos de eleição no Norte de Minas, como forma de fortalecer a força política regional. O evento ocorreu na sede da Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene – AMAMS.
Estiveram presentes a Associação Comercial e Industrial, AMAMS, CDL, Maçonaria e OAB. No dia 13 de março será realizada outra reunião com maior participação de entidades. Os dados apresentados na reunião mostram que somente na cidade de Montes Claros, na eleição de 2014, os "paraquedistas" levaram 82.582 votos para deputado federal.   
O presidente da AMAMS, José Reis, mostrou que uma campanha similar a essa permitiu que o Norte de Minas elegesse 10 deputados estaduais e cinco deputados federais. Por isso, entende que é importante para a região se fortalecer politicamente e que é fundamental a participação das entidades de classes nessa campanha. O ex-presidente da ACI, Edilson Carlos Torquarto salientou que infelizmente muitos paraquedistas têm corrompido as lideranças da região, provocando um impacto muito grande. Ele entende que a campanha é importante, por que a eleição de 2018 será diferente, com os poucos recursos e ainda a fiscalização das redes sociais.
O coordenador estadual do Grande Oriente do Brasil, Olímpio Antônio Maia observou que a maçonaria já tem combatido os paraquedistas e isso se evidenciou quando em 2016 lançou a campanha contra os candidatos ficha suja. Ronaldo Mota Dias, secretário-executivo da AMAMS, reforçou que a região precisa ter candidatos a serem apresentados como opção e com condições de ser eleito. Vicente Leal, da CDL, reforçou o apoio dessa campanha e que poderão surgir novas lideranças políticas, a exemplo do que ocorreu em São Paulo, com o atual prefeito João Doria.
O presidente da ACI, Newton Figueiredo, reforçou a importância desse tipo de campanha, que passa pela sensibilização da população, fortalecimento do Norte de Minas e por fim, união das entidades de classe em torno de um projeto maior. O diretor técnico da AMAMS, Raphael Castro reforçou a importância de todas as entidades se unirem em torno de um projeto maior. O advogado Luiz Gustavo explicou que a OAB estará abraçando essa causa com todas entidades.
O levantamento apresentado na reunião mostra que na eleição de 2014, o eleitorado de Montes Claros era de 254.838 pessoas e compareceram 211.467. Para deputado federal,  527 candidatos foram votados em Montes Claros e os candidatos da cidade tiveram 96.599 votos. Como foram  18.081 votos brancos e  14.739 votos nulos, isso implica que 82.592  eleitores votaram em 517 candidatos ou legendas nas eleições de 2014. Isso daria para eleger um deputado federal.  Para deputado estadual, foram 16 candidatos do Norte de Minas que obtiveram os 123.848 votos em Montes Claros.


Montes Claros, 06 de Março de 2018

Ascom | AMAMS

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ITACARAMBI: ALUNOS DE ESCOLA ESTADUAL REALIZAM MUTIRÃO DE LIMPEZA NA ORLA DO RIO SÃO FRANCISCO.

Comedouro e bebedouro para cães de rua fazem sucesso em Itacarambi

Idoso morre afogado no Rio São Francisco

PREFEITURA DE ITACARAMBI INTENSIFICA LIMPEZA GERAL NA CACHOEIRA QUE ESTÁ SECA DEVIDO À ESTIAGEM.

Menino de 10 anos é encontrado carbonizado após desaparecer em Indaiabira, na zona rural de MG