Sem-terra é baleado e outros cinco são agredidos em fazenda no Norte de MG; funcionários são presos

Arma e celulares foram apreendidos pela polícia com os suspeitos detidos (Foto: Valdivan Veloso/G1)
Um sem-terra foi baleado e outros cinco foram agredidos em uma fazenda ocupada em Capitão Enéas, no Norte de Minas, na tarde desta quinta-feira (8), segundo a PM. Seis funcionários da propriedade foram presos, mas a gerente da fazenda Andreia Beatriz afirma que eles foram confundidos com os responsáveis pelas agressões. Segundo ela, eles foram enviados à propriedade para pegar ração e acabaram sendo presos.
De acordo com a polícia, um grupo chegou em um caminhão baú e desceu do veículo atirando contra os ocupantes da fazenda, que revidaram o ataque. A fazenda é ocupada desde o último dia 18 de fevereiro por integrantes do Movimento Frente Nacional de Luta. O advogado da fazenda Robson Lima chegou a dizer que a troca de tiros foi entre facções de traficantes rivais, uma delas instalada no Movimento Frente Nacional de Luta.
De acordo com o Samu, o baleado é o coordenador da Frente Nacional de Luta, Tiago Coimbra, de 32 anos. Ele foi atingido na região da perna e cabeça. Tiago foi levado inicialmente ao Hospital e Santa Casa Nossa Senhora da Guia, em Capitão Enéas e, em seguida reencaminhado para Montes Claros. Segundo a assessoria da Unidade, ele passou por cirurgia e o estado de saúde é grave. Quatro feridos foram atendidos no hospital de Capitão Enéas e já receberam alta.
Socorristas de Capitão Enéas e a equipe especializada em ocorrências com múltiplas vítimas de Montes Claros ajudaram no socorro as vítimas. O helicóptero da Polícia Militar também foi acionado para ajudar no trabalho de resgate de feridos.
Ocupação e conflito
Cerca de 120 sem terras, integrantes do FNL, participaram da invação na Fazenda Norte América. Logo após o início da ocupação, os administradores da fazenda retiraram animais feridos, entre cavalos de raça e vacas leiteiras; eles estavam com cortes na pele e dermatites. Os animais ficaram sob os cuidados de veterinários em Montes Claros e não há confirmação oficial da polícia se os ferimentos são posteriores à ocupação.
As ocupações e conflitos na propriedade já ocorreram em outros momentos. Em 2015, o movimento invadiu a propriedade sob a alegação que as terras foram adquiridas em um leilão e o valor não foi pago, e que apenas parte das terras era utilizada para a criação de cavalos de raça. Ainda segundo o movimento, a fazenda é improdutiva.
Em abril de 2017, três integrantes do MST foram baleados na Fazenda Norte América em consequência de um conflito de terra. Na época, o MST disse que eles foram vítimas de uma emboscada e que foram recebidos a tiros ao chegarem na sede da fazenda, onde participariam de uma reunião. A dona da fazenda informou que era falsa a informação veiculada sobre atos violentos supostamente praticados pela administração do local.
Um mês após o ocorrido, as polícias Civil e Militar apreenderam armas, munições e uma caminhonete durante cumprimento de dois mandados de busca e apreensão na Fazenda Norte América e na Fazenda Canoas, em Montes Claros. Na ocasião, o advogado da Fazenda Norte América lamentou o cumprimento de mandado de busca e apreensão no local devido ao conflito que ocorre entre a propriedade e integrantes do Movimento dos Sem Terra (MST).(por g1 grande minas)


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Homem engravida filha órfã de 11 anos que vivia sob ameaça: 'Se eu for para a cadeia, você vai ficar sem mãe e pai'

Conselho de pastores realizou neste sábado em Itacarambi, show gospel com banda "Manancial" e cantores regionais.

O DIA DO DIRETOR ESCOLAR É COMEMORADO PELOS PROFESSORES DO JOSEFINO BARBOSA

II Mostra de Matemática envolve alunos da Escola Municipal Noeme Sales Nascimento, em Itacarambi.

COMEÇOU NESTE DOMINGO (10) O CAMPEONATO DE FUTEBOL VETERANO 2019 DE ITACARAMBI