PARCERIA ENTRE AMAMS, ONU E SUDENE CAPACITA PREFEITOS


O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD em parceria com a SUDENE,  capacitou prefeitos da Área Mineira da Sudene para cumprirem a agenda com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, definidos em 2010, que fixa 17 normas a serem implantadas. A coordenadora da Unidade de Desenvolvimento Humano no Brasil, Samantha Dotto e Cristiano Prado, oficial Cluster de Pessoas e Properidade, ministraram o curso na Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene - AMAMS, quando mostraram como os prefeitos podem fortalecer os seus projetos, ampliando as parcerias com o envolvimento da sociedade civil.
Cristiano Prado, oficial Cluster de Pessoas e Properidade salientou que o PNUD ajudou a implantar um projeto no Piauí, com bons resultados, pois a sociedade civil organizada, através das ONGs, esteve ativa nesse processo. Ele propôs que a Área Mineira da Sudene busque esse caminho, envolvendo as entidades e clubes de serviços. Prado mostrou aos prefeitos os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e lembrou que essa agenda internacional foi assinada pelo Brasil, onde a ONU apenas dá apoio e ajuda no que for requistado. Ele lembrou que a Comissão Nacional brasileira conta com a participação imprescindível dos municípios.
A vinda do PNUD foi uma iniciativa da  SUDENE, que executa o projeto “Avaliação da Qualidade dos Gastos dos Municípios da Área de Atuação da Sudene”, com a  elaboração de rankings dos municípios que melhor aplicam os recursos financeiros. Será concedido prêmio para os melhores colocados nos indicadores "Gastos em Investimentos", "Gastos na área social" e "equilíbrio financeiro". Dentro da programação aconteceria a premiação Selo Sudene-PNUD de qualidade da gestão fiscal, devido a imprevistos causados pela chuva, a equipe da Sudene não poderá fazer a premiação, que será agendada para data futura.

Montes Claros, 03 de dezembro de 2018.
Ascom | AMAMS

Comentários